Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada

Quem Somos

Missão / Visão

Retroceder

VISÃO

A Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada pretende ser uma referência de boas práticas ao nível da promoção da leitura e do acesso à informação e ao conhecimento, tendo por base os princípios da valorização humana, da igualdade e da participação ativa na sociedade.

MISSÃO

A Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada tem como missão reunir, preservar e promover o acesso à informação e ao conhecimento, em múltiplas áreas do saber e em diversos formatos e suportes, com enfoque na temática açoriana.

Objetivos e organização

A Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada deve constituir-se como uma porta de acesso ao conhecimento, fornecendo as condições básicas para a aprendizagem ao longo da vida, para uma tomada de decisão independente e para o desenvolvimento cultural do indivíduo e dos grupos sociais. Visando implementar e prosseguir uma política de democratização da cultura e de abertura à sociedade, oferece serviços com base na igualdade de acesso para todos e cultiva uma atitude pró-ativa, de corresponsabilidade e eficiência. Pretende, neste enquadramento, prestar um serviço personalizado, dinâmico e criativo, em permanente adaptação às necessidades dos utilizadores/clientes.

A Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada é dependente da Secretaria Regional da Educação, Ciência e Cultura / Direção Regional da Cultura e enquadra-se numa tipologia de organismo multifacetado por ser, em simultâneo, uma biblioteca pública e um arquivo regional.

Na sua área funcional de biblioteca pretende dar cumprimento aos objetivos do Manifesto da Unesco para as bibliotecas públicas, nomeadamente: o empréstimo domiciliário, a disponibilização de novos suportes e o acesso a novas tecnologias de informação. Dispõe de um acervo documental único no que diz respeito às livrarias particulares que deram entrada por aquisição, oferta ou depósito, dispondo igualmente de um vasto fundo local em periódicos e monografias. A sua coleção camoniana é das mais ricas do mundo.

Na sua área funcional de arquivo organiza e disponibiliza um repositório da memória histórica dos Açores, em particular das ilhas de São Miguel e de Santa Maria. Tem à sua guarda documentação que remonta ao século XVI e que vai sendo integrada por via das incorporações legais, mas também por aquisição, depósito ou oferta de arquivos e conjuntos documentais. Como detentora de documentação de notários e conservatórias com mais de 30 anos, presta ainda uma função pública certificativa e de registo de averbamentos.